Testemunhas dizem ter visto 2 homens antes de gráfica pegar fogo no DF

HomeBahia

Testemunhas dizem ter visto 2 homens antes de gráfica pegar fogo no DF

O motivo do incêndio que assustou moradores da Rua 3 de Vicente Pires, na madrugada desta segunda-feira (1º/4), ainda é um mistério. A vizinhança da região relata ter visto dois suspeitos em frente à gráfica momentos antes das chamas tomarem conta do estabelecimento.

Uma moradora, que preferiu não se identificar, diz que a rua foi isolada e afirma que câmeras de segurança de um outro estabelecimento flagraram dois homens ateando fogo no local. “Parte da minha rua está fechada e isolada. Os bombeiros estão até agora aqui e tudo indica que foi um incêndio criminoso. Pelas câmeras, parecem que foram duas pessoas que atearam fogo na gráfica”, disse.

Tudo indica que os suspeitos já conheciam o local, segundo relatos, pois o galpão já havia sofrido tentativa de incêndio em outra ocasião. “Estão suspeitando que eram ex-funcionários, porque conseguiram desligar o poste da frente, desativaram as câmeras e os alarmes do galpão e acharam tochas durante a semana, mas naquela ocasião não tiveram sucesso. Desta vez, conseguiram queimar tudo”, completou a moradora.

O galpão incendiado faz divisa com várias casas, mas felizmente as chamas não chegaram até as residências vizinhas. Os moradores dizem que o fogo esquentou as paredes de suas moradias e a sensação de desespero tomou conta na hora que a caixa d’água do galpão explodiu devido à pressão.

“As pessoas tiveram de sair de suas casas, as chamas esquentaram as paredes e várias pessoas mais velhas tiveram que se retirar do local. Imagina se o fogo chega próximo aos botijões de gás dessa casas. Por sorte, o fogo não chegou na afiação elétrica dos condomínios ao lado. No momento em que a caixa d’água explodiu, várias crianças e pessoas idosas gritaram de medo” relatou a testemunha, que preferiu não se identificar.

O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) esteve no lugar para resfriar o galpão.

Veja como ficou a gráfica após o incêndio:

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS