Terremoto em Taiwan: o que sabemos sobre o maior abalo sísmico na ilha em 25 anos

HomeÚltimas Notícias

Terremoto em Taiwan: o que sabemos sobre o maior abalo sísmico na ilha em 25 anos

A ilha de Taiwan foi atingida por um terremoto de magnitude 7,4 nesta terça-feira (2), deixando sete pessoas mortas e cerca de 700 feridas, além de outras várias presas em escombros, segundo a Agência Nacional de Incêndios de Taiwan (NFA).

O terremoto ocorreu a 21 quilômetros da cidade de Hualien, de acordo com o serviço geológico dos EUA. O abalo foi medido a uma profundidade de 34,8 quilômetros de distância da superfície.

O tremor foi sentido em Taipé, capital de Taiwan, que fica a pouco menos de 200 quilômetros do epicentro. Partes da cidade ficaram sem energia elétrica em consequência do abalo. Mais de 87 mil imóveis tiveram o serviço interrompido, segundo a empresa que fornece energia na ilha.

Segundo especialistas, quando mais próximo à superfície, mais danos um tremor pode causar.  Taiwan está localizada no Anel de Fogo do Pacífico, que provoca atividade sísmica e vulcânica maciça da Indonésia ao Chile.

Alerta de tsunami em Taiwan, Japão e Filipinas

Um alerta de retirada do local foi disparado para a costa japonesa de Okinawa, segundo a rede japonesa NHK.

De acordo com a emissora, grandes ondas já chegaram ao litoral da ilha de Yonaguni, que pertence ao Japão e fica relativamente próxima a Taiwan.

As Filipinas também emitiram um alerta para tsunami nas regiões costeiras do país.

Segundo a imprensa estatal chinesa, o tremor também foi sentido na China, nas cidades Fuzhou, Xiamen, Quanzhou e Ningde na Província de Fujian na China.

Horas após os tremores, Taiwan, Japão e Filipinas cancelaram os seus alertas de tsunami, enquanto o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico afirmou que a ameaça aos Estados Unidos “passou em grande parte”.

Ondas de tsunami foram observadas na costa de Taiwan e nas ilhas do sudoeste do Japão depois que um terremoto de magnitude 7,4 atingiu a ilha.

Mas não houve relatos imediatos de quaisquer danos importantes causados ​​por estas ondas.

As alturas do tsunami atingiram quase meio metro, ou 1,5 pés, em Chenggong, aproximadamente 100 km ao sul do epicentro do terremoto As alturas observadas do tsunami são medidas em águas abertas e podem atingir níveis significativamente maiores quando chegam à costa.

Uma onda de 0,3 metros atingiu a ilha de Okinawa, disse o porta-voz do aeroporto de Naha, Hideaki Tsurodo, à CNN, mas nenhuma onda atingiu o aeroporto e ele foi logo reaberto.

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia disse que “nenhuma perturbação significativa do nível do mar” foi registrada desde o terremoto.

“Com isto, quaisquer efeitos devidos ao alerta de tsunami passaram em grande parte”, disse o instituto.

A ameaça de qualquer risco de tsunami “passou em grande parte”, afirmou o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico. A atualização emitida pelo seu centro de alerta em Honolulu afirma que a avaliação foi “baseada em todos os dados disponíveis”.

Acrescentou que pequenas “flutuações” no nível do mar, de até 30 centímetros acima e abaixo dos níveis normais da maré, podem continuar “nas próximas horas”.

O Centro de Alerta de Tsunamis dos EUA também aconselhou as agências governamentais a “monitorizar as condições na costa para determinar se e quando é seguro retomar as atividades normais”.

Ondas de tsunami inferiores a 0,3 metros podem ser observadas nas costas de Guam, Indonésia, Marianas do Norte, Palau, Filipinas, Coreia do Sul, Vietnã e Yap, acrescentou o centro.

Terremoto mais forte em 25 anos

O terremoto que atingiu Taiwan na manhã de quarta-feira é o mais forte a impactar a ilha em 25 anos, de acordo com um porta-voz da Administração Central de Meteorologia de Taiwan.

Um terremoto de 7,3, também conhecido como terremoto Jiji, atingiu a ilha em 1999, segundo a CWA.

Prédios desabaram em Hualien, Taiwan, após terremoto de 7,2 / Reprodução/TVBS

Esse poderoso terremoto atingiu 150 quilômetros ao sul de Taipei, matando 2.400 pessoas e ferindo outras 10.000.

1º alerta de tsunami em Okinawa em 26 anos

O tsunami de quarta-feira na área de Okinawa, no Japão, foi o primeiro observado em 26 anos, com o último ocorrendo em 1998, após um terremoto de 7,7 graus 20 km ao sul da ilha de Ishigaki, de acordo com a Agência Metrológica do Japão (JMA).

Durante o tsunami de 1998, a previsão era de ondas de 1 metro de altura nas áreas costeiras das regiões de Miyakojima e Yaeyama, mas o tsunami real observado foi inferior a 10 centímetros, segundo a JMA.

Japão e China oferecem apoio

O Japão está pronto para fornecer apoio ao seu “importante amigo” Taiwan depois de ter sido atingido pelo terremoto, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida nesta quarta-feira (3).

“A memória da calorosa mão amiga de Taiwan quando ocorreu o Grande Terremoto no Leste do Japão em 2011 ainda está fresca. Também senti novamente o calor de Taiwan quando ocorreu o terremoto em Noto no início deste ano”, disse Kishida em comunicado publicado no X.

“Taiwan, nosso importante amigo, agradecemos sinceramente a ajuda repetidas vezes. Agora, o nosso vizinho insular enfrenta uma situação difícil; O Japão está disposto a ajudar Taiwan com qualquer apoio necessário”, disse ele.

Kishida acrescentou que estava “profundamente triste” e esperava que “todos os amigos em Taiwan estejam seguros”.

Pequim também ofereceu assistência humanitária após o terremoto em Taiwan, na manhã desta quarta-feira, de acordo com o porta-voz do Gabinete de Assuntos de Taiwan da China, Zhu Fenglian.

“As partes relevantes no continente estavam altamente preocupadas e expressam as suas sinceras condolências aos compatriotas de Taiwan afetados pelo desastre”, disse Zhu.

Ela acrescentou que eles “prestariam muita atenção à situação do desastre e às consequências, e estão dispostos a fornecer assistência humanitária”.

O Partido Comunista da China reivindica Taiwan como seu próprio território, mas nunca controlou a ilha democrática autônoma.

A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, disse que “instruiu imediatamente a administração a controlar a situação e compreender os impactos locais o mais rápido possível”.

Tsai também instruiu a administração a “fornecer a assistência necessária e trabalhar em conjunto com os governos locais para minimizar o impacto do desastre”, de acordo com uma publicação na sua página no Facebook.

Veja também: Terremoto em Taiwan gera alerta de tsunami no Japão

(Com informações de Wayne Chang, Junko Ogura e Manveena Suri, da CNN)

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS