Salvador avança em investimentos na rede física de ensino – ÉBahia News

HomeSalvador

Salvador avança em investimentos na rede física de ensino – ÉBahia News

Fotos: Valter Pontes/Secom PMS

Nesta sexta-feira, 15 de março, é comemorado o Dia da Escola. Espaço importante de formação e educação de crianças e adolescentes, a instituição de ensino é como se fosse uma extensão da casa dos alunos e das famílias. Atualmente, a rede municipal de Salvador conta com 417 escolas, que atendem 135 mil alunos da idade infantil (0 a 5 anos) até o ensino fundamental, que compreende do 1º ao 9º ano, e a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para garantir o bom funcionamento do sistema educacional, gerido pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), a Prefeitura tem feito grandes investimentos nas estruturas físicas que abrigam os estudantes. Nos últimos três anos, 132 unidades foram reformadas, 24 novas instituições construídas e 190 passam por obras de revitalização. Sendo assim, nos últimos três anos, somente na melhoria da rede física escolar, o investimento é de mais de R$750 milhões.

Para o secretário municipal de Educação, Thiago Dantas, a data traz uma reflexão importante sobre o papel da escola para sociedade. O gestor considera que o ambiente escolar vai muito além de ser um espaço físico onde se exerce o processo de ensino e aprendizagem.

“Nas nossas unidades fomentamos a construção e troca de saberes, desenvolvimento de potencialidades, fortalecimento de valores e produção de conhecimento. A instituição de ensino cumpre funções pedagógicas e sociais, assim como contribui na formação cidadã e tantos outros aspectos da sociedade”, afirma.

Estrutura de ponta – As unidades construídas ou reconstruídas contam com estrutura de ponta. Um dos exemplos é a Escola Municipal Professora Anita Barbuda, que foi reinaugurada no começo de janeiro. A unidade, localizada no Nordeste de Amaralina, é a 21ª entregue pela atual gestão, desde 2021, e é a primeira a contar com piscina semiolímpica na sua infraestrutura. Mais cinco escolas com a mesma estrutura serão entregues ainda esse ano.

Para a diretora da unidade, Ana Paola Porciúncula, a escola é um dos primeiros espaços sociais da criança. Segundo ela, é nesse local que a maioria das pessoas aprende a ler, a escrever e adquire conhecimentos que contribuem não só para a sua realidade de estudante, mas também para o desenvolvimento e aprendizado enquanto cidadão. 

“Muito além do ensino e aprendizagem de conceitos, a escola também é espaço de aprender procedimentos e atitudes. Aqui se aprende a reconhecer direitos e deveres, reivindicar, negociar, resolver conflitos e tolerar frustrações”, afirma a educadora que trabalha na Escola Anita Barbuda desde 2012, sendo seis anos na coordenação pedagógica e os últimos seis anos na direção.

A diretora diz ainda que o ambiente escolar é local de constante troca de saberes, inclusive para o professor, que também aprende com o aluno. “Um ambiente escolar saudável precisa ser permeado pelo respeito mútuo e troca de vivências, onde as pessoas exercitem pensamentos e ações inclusivas, para que todas as crianças tenham direito ao acesso, permanência, crescimento e avanço nas suas aprendizagens”, declara a profissional, que atua em uma das escolas da rede municipal que ofertam educação integral.

“Temos ricas e diversificadas vivências, como por exemplo cultura baiana, oficinas de leitura, jogos matemáticos, dança e várias modalidades esportivas. A partir deste ano, com a entrega da nossa piscina semiolímpica, ofereceremos também aulas de natação para as crianças”, completa.

Fonte: clique aqui.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS