Pussy Riot e outros artistas anti-Putin têm ‘Z’ pichado na porta de suas casas

32

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A artista Rita Flores, integrante da banda russa Pussy Riot, conhecida por fazer manifestações políticas contra o governo de Vladimir Putin, teve a letra "Z" e a frase "vamos acabar com essa guerra" escrita na porta de seu apartamento em Moscou. O símbolo apareceu em tanques russos que cercavam a Ucrânia e, segundo o Ministério da Defesa russo, significa "za pobedu", ou "pela vitória".

Flores, que deixou a Rússia no ano passado após ser presa diversas vezes, disse ao site russo The Insider que também fizeram uma panfleto oferecendo serviços sexuais usando uma foto dela.

Segundo o The Art Newspaper, veículo especializado em artes plásticas que reportou o caso, o símbolo está sendo comparado à suástica nazista e também foi inscrito na porta do crítico de cinema Anton Dolin, que divulgou o ocorrido em um post no Facebook. Ele também anunciou que teria fugido com sua família para Letônia em função da "guerra criminosa contra a Ucrânia".

A banda russa Pussy Riot já havia declarado apoio ao povo ucraniano na guerra e anunciou que arrecadaria dinheiro para ajudar os que fossem afetados pelo conflito iniciado por Putin.

Outra integrante do grupo, Nadya Tolokonnikova, anunciou a criação de uma organização para vender NFTs da bandeira ucraniana para arrecadar os fundos para a defesa do país atacado.