SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Condenado por assassinato, Kevin Mason foi preso no último dia 11 de setembro. Dois dias depois, no entanto, ele saiu pelas portas da frente da delegacia onde estava sob custódia por conta de um erro cometido pelos funcionários. Agora, a polícia de Indiana procura novamente pelo foragido.

De acordo com informações da CBS News, uma funcionária da prisão se equivocou com os trâmites jurídicos referentes à condenação do criminoso.

Ela achou que estivesse com mandados duplicados para Mason e por isso removeu dois dos processos contra ele. O erro abriu uma brecha jurídica para que Mason deixasse a prisão no dia 13 de setembro. Duas pessoas foram demitidas após o episódio.

Mason responde pelos crimes de homicídio, violação de liberdade condicional e porte de armas. Em 2021, ele foi condenado pelo assassinato de um homem no estacionamento do Templo Shiloh, em Minnesota. O criminoso era procurado pelas autoridades desde então.

Na quarta-feira (20), a namorada de Mason foi presa enquanto comprava um celular, roupas íntimas masculinas, um kit de viagem e chinelos, que supostamente seriam entregues ao foragido.

Em entrevista à mídia local, James Martin, coronel da delegacia do condado de Marion, em Indiana, afirmou que algumas casas da região estão na mira das diligências em busca de Mason."Foi um erro. Isso não deveria ter acontecido. Mason não deveria ter sido libertado de nossa custódia. Não descansaremos até que ele seja capturado. Não deixaremos pedra sobre pedra", declarou .

Fonte: Notícias ao Minuto