Prefeitura de Salvador já emitiu mais de 4,6 mil carteiras para pessoas com transtorno do espectro autista

HomeSalvador

Prefeitura de Salvador já emitiu mais de 4,6 mil carteiras para pessoas com transtorno do espectro autista

Da Redação

A Prefeitura de Salvador já emitiu mais de 4,6 mil carteiras de identificação da pessoa com transtorno do espectro autista (CIPTEA) desde o início da ação, no ano passado. A emissão do documento integra o grupo de serviços e atendimentos ofertados pela gestão municipal a partir desta terça-feira (2), quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo.

Ao longo desta semana, a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) participa de dois importantes eventos na cidade para divulgar a importância da inclusão desta população. A primeira atividade foi o Espaço Acolher, no Salvador Shopping, que ofertou informações sobre a emissão da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPITEA).

O documento é ofertado gratuitamente e possibilita identificar esta população em espaços públicos e privados, viabilizando o atendimento prioritário, evitando assim o constrangimento para as pessoas autistas e suas famílias. É um direito previsto pela Lei Romeo Mion (13.977/2020). Desde o início, no ano passado, já foram emitidas 4.619 carteiras.

Já o segundo evento é a participação na 1ª Jornada de Conscientização sobre o Transtorno Espectro Autista, que acontece nos dias 2, 4, 5 e 8 de abril, na Faculdade Anhanguera, com a participação de diversos profissionais e entidades que atuam com foco no transtorno.

Nesta terça, o tema foi “O diagnóstico e a importância da intervenção precoce no TEA”. Na quinta-feira (4), das 19h às 21h30, o cerne do debate será: “A importância do tratamento multidisciplinar com práticas baseadas em evidência científica”. Na próxima sexta-feira (5), o assunto abordado vai ser “Autismo na escola: da infância, nos ciclos iniciais, ao ensino profissionalizante ou superior, na vida adulta”, das 13h30 às 17h, e para finalizar, na segunda-feira (8), será abordado “a temática Um olhar diante das políticas públicas e privadas para familiares e pessoas TEA”, das 18h30 às 21h30.

As inscrições para a jornada podem ser feitas nos sites: https://doity.com.br/anhangueratea02, https://doity.com.br/anhangueratea03, https://doity.com.br/anhangueratea04.

Para o secretário da Sempre, Júnior Magalhães, “esse é um momento importante para se pensar ainda mais em políticas públicas voltadas para esse público, a exemplo, da emissão da carteira CIPTEA, que possibilita identificar a pessoa com TEA em espaços públicos e privados, viabilizando o atendimento e evitando o constrangimento para as pessoas autistas e seus familiares”.

Ações – Em todas as programações, há a atuação da equipe da Diretoria de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (DPCD), que atua dentro da Sempre visando garantir a manutenção dos direitos e necessidades básicas das pessoas com deficiência. Algumas das ações são direcionadas a pessoas com TEA, como a CIPTEA.

“Algumas pessoas, por vezes, não apresentam características visíveis do autismo e precisam de prioridade em filas e atendimentos diversos, mas muitas pessoas não entendem, e essa carteira já mudou a realidade de muita gente”, comemorou, reiterando que muito ainda tem a ser feito, “como a nossa iniciativa do censo que já ganha forma com o cadastro da própria CIPTEA, com 4.619 carteiras emitidas”.

O projeto Autista a Bordo oferece adesivos gratuitos para veículos que transportam pessoas com TEA. A iniciativa é da Sempre e tem o objetivo de sensibilizar motoristas a evitar buzinas, faróis altos e ultrapassagens, promovendo um ambiente mais seguro. Os adesivos podem ser obtidos gratuitamente na Secretaria, no espaço CIPTEA (Rua Miguel Calmon, 28, Comércio), de segunda a sexta, das 8h30 às 16h, mediante apresentação da CIPTEA ou laudo de autismo.

O Empreender é com elas é uma iniciativa que visa atender necessidades específicas de mulheres com deficiência e mães de pessoas com deficiência, proporcionando oportunidades de esporte, lazer, cultura e empreendedorismo, fornecendo às beneficiárias a oportunidade de explorar diversas atividades que enriqueçam suas vidas.

O projeto possui, atualmente, 102 mulheres cadastradas, que participam das atividades propostas, na perspectiva do autocuidado, demonstrando um compromisso integral do projeto com o bem-estar e a capacitação delas.

Há também o Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (COMPED), órgão colegiado vinculado à Sempre de caráter permanente que tem por finalidade a formulação de estratégias e controle social da execução das ações e políticas públicas da Cidade de Salvador voltadas à pessoa com deficiência. O Colegiado funciona na Rua Eng. Silva Lima, s/nº, Nazaré. Os interessados podem ligar para o telefone (71) 3202-2544.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS