Doenças e surtos muitas vezes são cercados de mistério.

O que explica isso?

O caso mais recente a despertar preocupação foi a onda de problemas respiratórios em crianças chinesas.

O surto fez muita gente se lembrar de outra doença misteriosa que surgiu quatro anos atrás – e que hoje conhecemos como covid-19.

Felizmente, a onda atual na verdade não teve mistério: não foi causada por patógenos novos, mas sim por doenças conhecidas e típicas do inverno na China, segundo autoridades locais.

Por enquanto, a OMS diz que não há motivo para alarme.

Mas nem sempre o desfecho é tão simples.

Veja este caso no Novo México, Estados Unidos, 1993.

Um maratonista de 19 anos e sua namorada morreram num intervalo de poucos dias, com dificuldades respiratórias.

Uma investigação médica logo identificou outros 5 casos em Estados próximos.

O culpado era um tipo até então desconhecido de hantavírus, que é transmitido por roedores.

Teve também o caso de Uganda em 2010, quando uma doença hemorrágica começou a se espalhar.

Os cientistas suspeitaram da febre amarela. Mas nem todos os pacientes testaram positivo para a doença. Até hoje, a causa desse surto ainda é desconhecida.

Aliás, muitos surtos passam despercebidos das autoridades.

Isso acontece principalmente em áreas remotas ou sem recursos adequados de vigilância epidemiológica.

Nosso planeta abriga em torno de 1 trilhão de espécies de micro-organismos.

Mas só uma pequena porcentagem delas são conhecidas causadoras de doenças em humanos.

Muitas outras ainda sequer foram descobertas pela ciência. E ninguém sabe ao certo o que elas podem causar.

#bbcnewsbrasil #saúde #doenças #surtos