Por que a Coreia do Norte continua testando mísseis apesar das sanções

A Coreia do Norte anunciou pela imprensa oficial do país em setembro de 2021 que testou um novo tipo de míssil de cruzeiro de longo alcance.

Em outubro, foi a vez de um suposto míssil balístico lançado de submarino, que teria sido testado no mar próximo à costa do Japão, segundo a Coreia do Sul.

Apesar da reprovação da comunidade internacional, o país asiático mantém a rotina de exercícios militares, alguns dos quais violam resoluções do Conselho de Segurança da ONU e já resultaram em duras sanções.

Em 40 anos, Pyongyang já acumula cerca de 150 lançamentos.

Desde que Kim Jong-un chegou ao poder, cientistas norte-coreanos já desenvolveram uma série de novos armamentos, que supostamente evitariam ataques externos e possíveis ameaças ao regime comunista.

As demonstrações de força também são uma forma de o governo inflamar o povo e impulsionar o apoio interno.

Mas por que Pyongyang continua testando armamentos se isso representa um custo tão alto para a economia local? Neste vídeo, listamos três motivos.

Confira.

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: www.bbc.com/portuguese

#BBCNewsBrasil #CoreiadoNorte #armasnucleares