Opositor de Erdogan lidera apuração rumo à reeleição para Prefeitura de Istambul

HomeInternacional

Opositor de Erdogan lidera apuração rumo à reeleição para Prefeitura de Istambul

O prefeito de Istambul, Ekrem İmamoğlu, aparecia na frente de seu adversário do Partido AK, legenda do presidente Tayyip Erdogan, nas eleições locais deste domingo (31), segundo a contagem inicial de votos, em uma demonstração potencial de que a oposição turca está se reafirmando enquanto força política.

Uma vitória de Ekrem İmamoğlu alimenta as expectativas de que ele se torne um futuro líder nacional, em contraposição a Erdogan.

Na segunda maior cidade do país, Ancara, o atual prefeito da oposição, Mansur Yavas, declarou vitória sobre seu adversário do Partido AK menos de três horas após o fechamento das urnas na votação municipal.

As eleições locais são vistas pelos analistas como um termômetro tanto do apoio de Erdogan como da durabilidade e força da oposição.

Erdogan, que é o presidente da Turquia há mais de duas décadas, fez uma forte campanha para que o seu partido recuperasse o controle de Istambul tirando-a de seu rival Ekrem İmamoğlu, o atual prefeito e potencial futuro candidato a presidente.

Algumas cidades do leste da Turquia registrou casos de violência relacionados com a eleição de autoridades dos bairros, que estavam nas cédulas de votação juntamente com prefeitos e outros funcionários municipais, e foi reportada a morte de três pessoas.

De acordo com resultados oficiais baseados em 41,43% das urnas apuradas, İmamoğlu angariou 50% dos votos, em comparação com 41,26% de Murat Kurum, do Partido AK, ex-ministro do governo de Erdogan.

“Com base nos dados que recolhemos, posso dizer que a confiança que os nossos cidadãos depositaram em nós foi de fato demonstrada”, disse Imamoglu.

Hegemonia de Erdogan

O prefeito de Istambul, İmamoğlu, desferiu em Erdogan e seu partido AK o maior golpe eleitoral de duas décadas no poder, com sua vitória na votação de 2019.

O presidente reagiu em 2023, garantindo a reeleição e uma maioria parlamentar com os seus aliados nacionalistas.

Os resultados de domingo poderão agora reforçar o controle de Erdogan sobre a Turquia, membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), ou sinalizar uma mudança no cenário político dividido da grande economia emergente.

(Com informações de Ali Kucukgocmen, Bulent Usta e Burcu Karakas em Istambul e Ece Toksabay, Tuvan Gumrukcu e Huseyin Hayatsever em Ancara, da Reuters)

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS