Mulher ‘bate recorde’ com duas infecções por Covid-19 em 20 dias

18

Um profissional de saúde na Espanha, de 31 anos, foi contaminada com covid-19 duas vezes em um intervalo de 20 dias. Ela foi infectada com duas variantes diferentes, a delta e a ômicron. De acordo com a BBC News Brasil, a espanhola não teve nenhum sintoma após seu primeiro teste de PCR positivo, mas menos de três semanas depois ela teve tosse e febre, que a levaram a fazer outro teste. Em uma apresentação no Congresso Europeu de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas, a autora do estudo, Gemma Recio, disse que o caso mostra que a ômicron consegue "driblar a imunidade anterior adquirida de uma infecção natural com outras variantes ou de vacinas". "Em outras palavras, as pessoas que tiveram covid-19 não podem presumir que estão protegidas contra a reinfecção, mesmo que tenham sido totalmente vacinadas", diz Recio, do Institut Catala de Salut, Tarragona, na Espanha.Fonte: Bahia Notícias