MP quer que PMDF apure abordagem que terminou com mãe chutada no rosto

HomeBahia

MP quer que PMDF apure abordagem que terminou com mãe chutada no rosto

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) requisitou, na segunda-feira (1º/4), que a Corregedoria-Geral da Polícia Militar instaure procedimento de investigação preliminar para apurar a agressão contra uma mulher durante abordagem policial em Ceilândia.

No pedido, a 3ª Promotoria de Justiça Militar solicita resposta para a atuação dos PMs envolvidos no caso no prazo de cinco dias. A situação aconteceu em 27 de março e foi registrada por câmeras de seguranças de uma residência.

Na data, policiais flagraram um adolescente usando droga em uma rua da QNQ 4, em Ceilândia, e o abordaram. Nesse momento, os militares disseram que foram ameaçados por um homem que pilotava uma moto com identificação adulterada e resolveram ir atrás do motociclista. A partir daí se iniciou um conflito com a família do rapaz.

Segundo familiares dos envolvidos, a abordagem foi truculenta. A confusão generalizada deixou policiais feridos, e a mãe de um dos envolvidos foi chutada quando já estava rendida.

De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), a equipe abordou também o motociclista. “Enquanto ele estava brigando com os policiais, outras pessoas da família tentavam levar a moto para dentro do lote para evitar a apreensão”, indicou a corporação.

Vídeos chegam a mostrar familiares, incluindo menores de idade, sentados na moto para evitar que o veículo fosse levado pelos policiais militares.

Veja:

Ao Metrópoles a PMDF afirmou que os militares foram atacados por mais pessoas que saíram de casa. Um dos soldados teve a mão quebrada e o joelho lesionado, enquanto outro policial quase teve a arma furtada. Assim que foi dada a voz de prisão e com a chegada do apoio, os agressores correram para dentro de casa a fim de evitar a ação policial.

No entanto, após toda a confusão, PMs tentaram conter a mãe dos rapazes envolvidos na briga. Imagens exibem a mulher deitada no chão, praticamente imobilizada, quando um policial dá um chute próximo ao rosto dela.


0

Os envolvidos foram contidos, e o menor de idade acabou autuado por uso e porte de entorpecente, ameaça e resistência. Outros quatro suspeitos foram detidos na 15ª DP por adulteração de veículo automotor, resistência e ameaça.

“Cabe salientar que, durante toda a ocorrência, os envolvidos ameaçaram os policiais de morte, dizendo que eles não iam terminar o ano vivos e que iam descobrir onde eles moravam. A mãe do menor de idade, que também foi detida, afirmou durante o percurso para a delegacia que ia denunciar falsamente os policiais por agressão”, informou a PMDF. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) irá investigar o caso.

PMDF foi indagada sobre o posicionamento em relação ao ocorrido e à atuação do policial que chutou a mulher, mas não respondeu ao questionamento. O espaço segue aberto.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS