03
03

MCTI e Finep liberam R$ 334 milhões para expansão da produção de fertilizantes na Bahia

Investimento em área estratégica para o país reforça comprometimento do Governo com desenvolvimento socioeconômico.

1
Foto: Divulgação/Secti

A Bahia, mais uma vez, recebe recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), através da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Foram destinados R$ 334 milhões a um segmento estratégico para o país, o de produção de fertilizantes. Com a presença do secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, André Joazeiro, a ministra Luciana Santos assinou, nesta quarta-feira (13), em Brasília, contrato com a empresa Fosnor, que opera em Angico dos Dias e Luís Eduardo Magalhães.

O Brasil ocupa a 4ª posição no consumo global de fertilizantes. Em contrapartida, o país é dependente de importações destes fertilizantes, com mais de 80% provenientes do exterior. O novo crédito será investido no apoio ao desenvolvimento de uma rota tecnológica a seco de concentração do minério fosfato de jazida no município de Irecê, e dos derivados de cálcio e magnésio, impactando positivamente o setor agrícola.

O secretário André Joazeiro ressaltou que este é um investimento estratégico para a Bahia e para o Brasil como um todo. “Com o aumento da oferta nacional, poderemos proporcionar preços mais estáveis, ampliar a oferta de tecnologia e aumentar a produtividade, beneficiando diretamente os produtores rurais e promovendo a segurança alimentar e o desenvolvimento da indústria nacional de fertilizantes”.

Na cerimônia, a ministra Luciana Santos assinou outros quatro contratos, totalizando R$ 1 bilhão em investimentos, com empresas que desenvolvem iniciativas para o lançamento de artefatos espaciais, veículos não tripulados, produção de proteína animal e fertilizantes. “A assinatura desses cinco contratos fecha com chave de ouro um ano de muitas conquistas na agenda de inovação no país”, afirmou.

Fonte: Ascom/Secti