Lula critica fiança para Daniel Alves e diz que dinheiro “não pode comprar a ofensa que um homem faz a uma mulher praticando estupro”

HomeÚltimas Notícias

Lula critica fiança para Daniel Alves e diz que dinheiro “não pode comprar a ofensa que um homem faz a uma mulher praticando estupro”

Durante comemoração dos 44 anos do PT, na noite desta quarta-feira (20), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um discurso relembrando pilares do partido e citou o caso do jogador Daniel Alves como um dos exemplos de “injustiças que nós não podemos nos calar”.

“Nós estamos vendo agora, sabe, o Daniel Alves pode ser libertado se pagar uma coisa. Eu aprendi lá em Pernambuco, quando eu era pequeno, Gleisi [Hoffmann], eu aprendi que as pessoas diziam ‘aqui no Nordeste, quem tem 20 contos de réis não é preso’. E a gente está vendo que essa máxima continua”, disse o petista.

A Justiça da Espanha concedeu liberdade provisória ao jogador brasileiro de futebol, condenado por estupro em Barcelona. Para isso, o ex-jogador da Seleção Brasileira precisará pagar fiança de 1 milhão de euros (R$ 5,4 milhões).

“O dinheiro que o Daniel Alves tem, o dinheiro que alguém possa emprestar para ele, não pode comprar a ofensa que um homem faz a uma mulher praticando estupro, quando o sexo é uma coisa feita a dois e tem que ser permitida e consentida por dois. Isso, na verdade, é crime”, criticou o presidente.

Se fizer o pagamento da fiança, Daniel Alves também precisará entregar os passaportes brasileiro e espanhol às autoridades, comparecer semanalmente aos tribunais e manter ao menos 1 km de distância da vítima.

Em audiência na terça-feira (19), a defesa do lateral-direito havia solicitado sua liberdade provisória e sugerido o pagamento de uma fiança de 50 mil euros (R$ 273 mil). O atleta, que participou de maneira remota, prometeu que “não fugiria [da Espanha]” durante o andamento do processo.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS