Juliette revela desespero ao descobrir aneurisma: ‘Medo em silêncio’

21

Em entrevista ao programaConversa com Bial na última terça-feira (8), Juliette contou, pela primeira vez, detalhes sobre um possível aneurisma. A doença vitimou sua irmã, Julienne.

É um histórico familiar. A irmã da campeã do BBB21 faleceu quando tinha 17 anos, em decorrência de um AVC, causado por um aneurisma cerebral que se rompeu. A mãe de Juliette, dona Fátima, também sofreu um AVC em 2019. Ano passado, a ex-BBB passou pelo mesmo susto.

Em meio a lágrimas, Juliette contou a Bial que enfrentou o medo da doença em silêncio, enquanto todos celebravam lançamento de seu primeiro EP.

"Precisava me curar antes de me abrir. Minha mãe, além do AVC, tinha um buraquinho no coração, um forame, que era um dos meus propósitos de ganhar o Big Brother. E ela foi fazer essa cirurgia em São Paulo. Quando cheguei lá – eu já tinha feito outros exames no cérebro e não tinha dado nada – mas a doutora disse: ‘Vamos fazer um check-up. E eu falei não."

O exame só foi feito, então, quando a mãe dela foi transferida para o quarto. A cantora revelou que passou uma hora recebendo contraste na veia, quando a médica falou para Juliette que o diagnóstico era um aneurisma, exatamente no mesmo lugar que a irmã dela tinha.

O momento foi de reflexão à ex-BBB. "Eu tinha certeza de que minha missão tinha sido cumprida, que o propósito era esse", lembra.

"Foi quando lancei meu EP. Todo mundo festejando e eu engolindo a dor de saber que tinha o mesmo problema que minha mãe e minha irmã. As pessoas me pediam sorriso, foto, alegria, pediam que eu mostrasse minha vida, tudo… E eu não tinha nada. Só medo e aceitação. E ficava pensando que ninguém imagina o que o outro passa. Enquanto as pessoas estavam pensando no futuro, eu nem sabia se ia ter. E passei três meses sem querer saber disso, fingindo que nem tinha acontecido, que eu estava bem e que não tinha aneurisma."

Algo que a impulsionou a procurar ajuda médica foi a morte da cantora Marília Mendonça, em novembro do ano passado. "Não queria tratar, não queria operar, fazer nada. Queria que Deus cumprisse a missão… Aí eu estava na cama com meus amigos, e eles falando: 'Vai fazer, Juliette'. Senti algo muito forte. A gente olhou o celular e foi no dia que a Marília Mendonça morreu. Aí todo mundo ficou chorando e disse assim: 'Vamos fazer isso'. É muito ruim perder alguém assim. Liguei para o médico".

O resultado da cirurgia foi surpreendente. "Aí acordo e o médico diz: 'Não tinha aneurisma. Todos tinham certeza, eu já estava escolhendo o tamanho da sua prótese’. É uma formação atípica, que raríssimas pessoas têm. Ele acredita que foi um caso em um milhão. Eu acredito que foi um milagre, porque minha vida é isso. Vivo de milagres. Estou aqui"

Maternidade

A cantora ainda contou que segue focada na carreira musical, e avisa que não tem espaço para um relacionamento sério ainda, mas que pretende ser mãe. Disse também que pretende congelar óvulos esse ano.

"Pretendo congelar este ano. Não quero, por enquanto. Tenho muitos 'filhos' meus sobrinhos, irmãos, pai, mãe… Cuido de todos. Talvez por isso eu adie tanto os planos de ser mãe. Vou congelar para que não seja tarde quando eu quiser, e aí depois é ver o momento certo."