AscomHemoba-696x464
AscomHemoba-696x464

Hemoba promove campanha para atingir meta para cadastro de medula óssea

As 21 unidades do interior e as sete unidades de coleta em Salvador estão preparadas para acolher as pessoas ou grupos de ONGs, empresas, igrejas, movimentos sociais, etc.

Doação de sangue
Foto: Divulgação/Hemoba

A Fundação Hemoba promove a Campanha ‘Mais um cadastro, mais uma chance’ até o final do ano para atingir a meta de 9.244 mil cadastros de doadores de medula óssea por ano para a Bahia, estabelecida pelo Ministério da Saúde. Para alcançar o alvo, faltam ainda cerca de 2600 inscritos, que podem procurar as unidades da Fundação na capital e no interior, onde o voluntário preencherá um formulário com dados pessoais e realizará a coleta de uma amostra de sangue com 5 ml para testes de compatibilidade.

Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). “A campanha é uma oportunidade para o paciente que está em busca de um potencial doador de medula óssea encontre o seu doador compatível. As 21 unidades do interior e as sete unidades de coleta em Salvador estão preparadas para acolher as pessoas ou grupos de ONGs, empresas, igrejas, movimentos sociais, etc. que tenham interesse em fazer o cadastro. A meta é atingir 2.600 cadastros até o dia 20 de dezembro ou, no máximo, até o dia 30”, convida Iara Matos, Coordenadora da Hemorrede da Hemoba.

Historicamente, a Hemoba sempre alcançou as metas, mas a alteração em 2021 da faixa etária para 18 a 35 anos tem dificultado o cadastramento de doadores. Entre as diversas estratégias adotadas para se atingir a meta, está a realização de cadastro em encontros de pessoas jovens, como a etapa estadual da 4ª Conferência Nacional de Juventude, em parceria com a Coordenação-Geral de Políticas de Juventude do Governo da Bahia (Cojuve), e o Encontro Estudantil da Rede Estadual de Educação – Ciência, Tecnologia, Cultura e Artes, que acontece de 12 a 14/12, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Promovido pela Secretaria da Educação, o evento reúne estudantes da capital e do interior, que participarão de apresentações das produções artísticas, culturais e científicas desenvolvidas nas escolas durante o ano letivo de 2023. No interior do estado, foram promovidas ações em parceria com a ONG Enaultinho Rocha na Loja Macônica Vigilância e Resistência, em Ilhéus, e na Praça José Bastos Unex, em Itabuna.

Hemoba convida voluntários para a Semana Nacional do Doador de Sangue
Joá Souza/ GOVBA

Critérios

Para se tornar um doador, é necessário ter entre 18 e 35 anos, estar em bom estado geral de saúde, não possuir doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico. O cadastro pode selecionar doadores para o transplante utilizado no tratamento de doenças relacionadas com a fabricação de células do sangue e com deficiências no sistema imunológico, como neoplasias, leucemias e linfomas. Na Bahia, 983 pessoas receberam o transplante, o maior número do Nordeste. A medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso que ocupa as cavidades dos ossos, onde são produzidos os componentes do sangue, como leucócitos (glóbulos brancos), hemácias (glóbulos vermelhos) e plaquetas.

O Redome foi criado em 1993 para buscar informações (nome, endereço, resultados de exames, características genéticas) de um doador compatível com o paciente. A análise de compatibilidade é realizada por meio de testes laboratoriais específicos, a partir de amostras de sangue do doador e do receptor.

Cadastro

Na Bahia, são 27 unidades fixas de cadastro da Hemoba, sendo seis na capital e 21 no interior. Em Salvador, há o Hemocentro Coordenador (sede da Hemoba) funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 às 16h30; o Hospital do Subúrbio, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30; o Hospital Ana Nery, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30; o Hospital Roberto Santos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h; o Hospital Santo Antônio (Osid), de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h. Para informações sobre os horários de atendimento das 21 unidades de coleta no interior do estado, deve-se consultar o site hemoba.ba.gov.br.

Fonte: Ascom/Hemoba