Gengibre: 12 benefícios, como fazer o chá e contraindicações

HomeLifestyle

Gengibre: 12 benefícios, como fazer o chá e contraindicações

O gengibre (Zingiber officinalis) é uma raiz comestível que pode trazer vários benefícios para a saúde, como ajudar a emagrecer, tratar má digestão, azia, enjoo, gastrite, resfriados, colesterol alto, pressão alta e problemas de circulação sanguínea, por exemplo.

Esses benefícios se devem ao fato de o gengibre ser uma planta medicinal com propriedades termogênicas, antiespasmódicas, antioxidantes, analgésicas, anticoagulantes, vasodilatadoras, expectorantes, digestivas, anti-inflamatórias, antieméticas e antipiréticas.

O gengibre é encontrado em feiras livres, lojas de produtos naturais e supermercados, na forma fresca, desidratada ou em pó, podendo ser usado em preparações, como chás, sucos, iogurtes, sopas ou saladas. O gengibre também pode ser encontrado na forma de óleo essencial ou suplementos em cápsulas. Veja como usar as cápsulas de gengibre.


Benefícios do gengibre para a saúde

Os principais benefícios do gengibre para a saúde são:

1. Ajudar a emagrecer

O gengibre contém gingerol, que é um composto bioativo com propriedades termogênicas, que acelera o metabolismo e estimula a queima de gordura corporal, promovendo o emagrecimento. Além disso, o gengibre tem ação diurética, estimulando a eliminação do excesso de líquido do corpo e ajudando a desinchar.

No entanto, para emagrecer, o gengibre deve fazer parte de uma dieta saudável e variada, associada à prática regular de exercícios físicos.

2. Combater azia e gases intestinais

O gengibre contém chogaol, gingerol e zingerona, compostos bioativos com propriedades anti-inflamatórias, carminativas e antieméticas que relaxam os músculos do estômago e intestino, e diminuem a acidez do estômago, sendo uma boa opção para combater a azia e os gases intestinais.

Leia também: 13 remédios caseiros (comprovados) para azia


tuasaude.com/remedio-caseiro-para-azia

3. Evitar a diabetes

Por conter zingibereno, gingerol e curcumeno, que são compostos fenólicos com potente ação antioxidante, o gengibre protege as células do pâncreas contra os radicais livres, mantendo os níveis adequados de insulina no sangue e evitando, assim, a resistência à insulina e a diabetes.

4. Melhorar náuseas e vômitos

O gengibre contém propriedades antieméticas, que aceleram o esvaziamento do estômago, melhorando as náuseas e vômitos que podem acontecer durante a gravidez, ou  em tratamentos de quimioterapia, por exemplo.

5. Tratar e prevenir gastrite e refluxo

O gengibre é um potente antioxidante e anti-inflamatório que ajuda a combater inflamações no estômago, prevenindo e ajudando no tratamento de gastrite e úlceras.

Além disso, o gengibre também tem propriedades antieméticas, facilitando o esvaziamento do estômago e prevenindo, assim, o refluxo e a má digestão.

Leia também: 8 remédios caseiros para tratar refluxo


tuasaude.com/remedio-caseiro-para-refluxo-gastroesofagico

6. Prevenir o câncer

Por conter boas quantidades de zingibereno, curcumeno, farneseno e gingerol, compostos bioativos que possuem atividades antioxidantes, o gengibre ajuda a prevenir o surgimento do câncer por combater o excesso de radicais livres no organismo, impedindo o desenvolvimento e a multiplicação de células cancerígenas.

7. Equilibrar a pressão arterial

O gengibre tem propriedades relaxantes, anti-inflamatórias, antioxidantes, vasodilatadoras e anticoagulantes, que melhoram a elasticidade e o relaxamento das artérias, facilitando a circulação de sangue e ajudando, assim, a equilibrar a pressão arterial.

Além disso, o gengibre inibe a enzima conversora de angiotensina, uma enzima que promove a contração dos vasos sanguíneos,aumentando pressão arterial. Entenda como o gengibre equilibra a pressão arterial.

8. Combater infecções

Por ter ação bactericida e expectorante, o gengibre pode ser usado na forma de chá ou xarope para ajudar a combater doenças respiratórias, como gripe, resfriados, asma e bronquite, aliviando a tosse e a febre.

Além disso, o gengibre também ajuda no tratamento de infecções na boca e na garganta, como faringite, amigdalite, periodontite e gengivite.

9. Aliviar a dor muscular

O cineol e o borneal, que são compostos bioativos presentes no gengibre, têm importante ação analgésica, ajudando a aliviar a dore muscular.

O gengibre também tem ação anti-inflamatória e calmante, melhorando os sintomas de dor em pessoas com artrite, reumatismo e artrose.

10. Prevenir doenças cardiovasculares

O gengibre contém compostos anti-inflamatórios que inibem a formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos, melhorando a circulação sanguínea e prevenindo doenças, como infarto, pressão alta, aterosclerose e derrame.

Além disso, os antioxidantes presentes no gengibre também combatem o excesso de radicais livres, impedindo a oxidação das células de gordura e ajudando no controle dos níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue.

11. Aliviar a cólica menstrual

O gengibre contém cineol e bornal, que são compostos com efeito analgésico e, por isso, quando consumido um pouco antes ou logo no início do período menstrual, ajuda a aliviar as cólicas.

Leia também: 10 truques para acabar com a cólica menstrual rápido


tuasaude.com/6-dicas-para-diminuir-as-colicas-menstruais

12. Ajudar a tratar doenças inflamatórias

O gengibre possui compostos bioativos, como chogaol, zingerona e gingerol, por exemplo, que conferem propriedades anti-inflamatórias, sendo uma alternativa para ajudar no tratamento de doenças inflamatórias como lúpus, artrite reumatoide e psoríase.

Propriedades do gengibre

O gengibre ajuda no tratamento de diversas doenças, porque possui propriedades anticoagulantes, antioxidantes, vasodilatadoras, expectorantes, analgésicas, digestivas, anti-inflamatórias, antieméticas, antitússicas, adstringentes, carminativas, antipiréticas e antiespasmódicas.

Marque uma consulta com o nutricionista ou nutrólogo mais próximo, usando a ferramenta a seguir, para saber como aproveitar as propriedades do gengibre da melhor forma:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Nutricionistas e receba o cuidado personalizado que você merece.



Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.


Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Como usar o gengibre

O gengibre pode ser usado na forma fresca, desidratada ou em pó, em receitas como sopas, sucos, iogurtes, bolos, molhos, biscoitos, saladas, pães e bebidas quentes, ou ainda no preparo de chás, xaropes ou como óleo essencial.

1. Chá de gengibre

O chá de gengibre pode ser indicado para combater náuseas e vômitos, melhorar a digestão, descongestionar as vias aéreas e aliviar a tosse seca. Conheça todos os benefícios do chá de gengibre.

Ingredientes:

  • 2 a 3 cm de gengibre fresco ralado;
  • 200 mL de água.

Além disso, o chá de gengibre também pode ser preparado com outros alimentos ou ervas, como limão, canela ou hortelã.

Modo de preparo:

Colocar o gengibre e a água numa panela e levar ao fogo para ferver por 8 a 10 minutos. Desligar o fogo, tampar a panela e, quando estiver morno, coar e beber em seguida. É aconselhado beber o máximo de 3 xícaras desse chá por dia.

Veja no vídeo a seguir mais detalhes sobre os benefícios e como fazer o chá de gengibre:

youtube image - Os poderosos benefícios do CHÁ DE GENGIBRE

2. Gengibre em pó

O gengibre em pó pode ser usado no preparo de chás. Para isso, basta colocar 1 colher (de sopa) de gengibre em pó em 1 litro de água fervente. O gengibre em pó também pode ser adicionado em preparações como bolos, pães, biscoitos, sopas, sucos e iogurtes.

3. Xarope de gengibre

O xarope de gengibre é um remédio caseiro que pode ser indicado para aliviar a dor, o mal-estar, a tosse e a febre em casos de gripes, resfriados, dor de garganta e dor de estômago, porque possui ação anti-inflamatória, analgésica, antipirética e expectorante. Entenda melhor para que serve o xarope de gengibre.

Ingredientes:

  • 25 g de gengibre fresco sem casca fatiado ou 1 colher (de sopa) de gengibre em pó;
  • 1 xícara (de chá) de açúcar mascavo;
  • 100 mL de água.

Modo de preparo:

Numa panela, colocar a água e o açúcar e levar ao fogo médio para ferver, mexendo somente até o açúcar dissolver completamente. Desligar o fogo, acrescentar o gengibre e misturar bem com uma colher. Aguardar esfriar e tomar 1 colher (de chá) do xarope de gengibre 3 vezes ao dia.

4. Suplementos de gengibre

Os suplementos de gengibre são encontrados na forma de comprimidos ou cápsulas, sendo indicados para tratar náuseas, vômitos, cólicas menstruais, artrite ou dor de garganta, por exemplo.

A quantidade geralmente recomendada da cápsula de gengibre é de 250 mg a 2 g por dia, divididas em 2 a 4 doses por dia ou conforme orientação do médico. Esse suplemento deve ser tomada por via oral, com um copo de água, pelo tempo de tratamento orientado pelo médico. Saiba como tomar o gengibre em cápsulas.

5. Óleo essencial de gengibre

O óleo essencial de gengibre pode ser usado diluindo-se de 3 a 5 gotas do óleo essencial em 1 colher (de sopa) de óleo vegetal (azeite, coco ou amêndoas) e aplicando-se na pele, massageando para tratamentos de dor muscular ou dores reumáticas.

Outra forma de usar o óleo essencial de gengibre é diluir 15 gotas do óleo em 3 colheres (de sopa) de leite ou bebida vegetal e dissolver a mistura em uma banheira, relaxando por 20 minutos.

Possíveis efeitos colaterais

O consumo excessivo, acima de 5 g de gengibre por dia, pode causar alguns efeitos colaterais como dor de estômago, pressão alta, tonturas, queimação, alteração dos batimentos do coração, diarreia, e sonolência.

Quem não pode consumir

O gengibre não é indicado para crianças com menos de 6 anos ou pessoas com pedra da vesícula,úlceras gástricas, alterações na circulação sanguínea ou que usam medicamentos anticoagulantes.

Pessoas que usam medicamentos para controle da pressão alta e da diabetes só devem consumir o gengibre sob a orientação de um médico, pois ele pode interferir com o efeito desses remédios.

Apesar de o gengibre ser considerado seguro durante a gravidez, o seu uso só deve ser feito com a orientação de um médico, pois as informações relacionadas com a dosagem máxima segura ainda são insuficiente.

Leia também: Gengibre na gravidez: é seguro? como usar e riscos


tuasaude.com/gengibre-na-gravidez

Dúvidas comuns sobre o gengibre

Algumas dúvidas comuns sobre o uso do gengibre são:

1. Comer gengibre faz mal?

Quando consumido em excesso, o gengibre pode causar dores de estômago em crianças e pessoas com estômago sensível, e também pode causar sonolência. 

2. O gengibre afina o sangue?

Comer gengibre de forma regular pode ajudar a ‘afinar’ o sangue e, por isso, deve ser evitado por pessoas que tomam remédios anticoagulantes como a varfarina, porque pode aumentar o risco de hemorragias.

3. O gengibre aumenta a pressão? 

O gengibre não aumenta a pressão e pode, aliás, melhorar a pressão arterial. No entanto, pessoas que usam remédios para controlar a pressão só devem consumir gengibre com orientação médica, pois pode interferir com o efeito do medicamento. Entenda melhor como o gengibre influencia a pressão arterial.

4. O gengibre emagrece? 

O gengibre tem ação termogênica e, por isso, pode ajudar a acelerar o metabolismo e consequentemente o gasto energético, podendo ser útil para ajudar a emagrecer, especialmente se for acompanhado de uma dieta saudável e atividade física regular.

Receitas saudáveis com gengibre

Algumas receitas saudáveis com essa raiz são biscoito de gengibre, água de gengibre, gengibre em conserva e suco.

1. Biscoito de gengibre

Ingrediente:

  • 2 xícaras (de chá) de farinha de trigo;
  • 1 colher (de sopa) de gengibre em pó;
  • 1 colher (de chá) de canela em pó;
  • Noz-moscada ralada a gosto;
  • ¼ de colher (de chá) de fermento químico em pó;
  • ¼ de colher (de chá) de sal;
  • 100 g de manteiga em temperatura ambiente;
  • ⅓ de xícara (de chá) de açúcar mascavo;
  • 1 ovo;
  • 4 folhas de 30 cm de papel manteiga;
  • Farinha de trigo para polvilhar a bancada.

Modo de preparo:

Colocar a a farinha de trigo, o gengibre em pó, a canela em pó, a noz-moscada, o cravo em pó, o fermento e o sal em uma tigela,misturar bem e reservar. Colocar a manteiga a eo açúcar em uma batedeira e bater na velocidade média até formar um creme homogêneo. Acrescentar o ovo e bater por mais 2 minutos.

Diminuir a velocidade da batedeira e colocar os ingredientes secos aos poucos, batendo até formar uma massa bem lisa. Colocar um pouco de farinha de trigo sobre um pedaço de papel manteiga e transferir a metade da massa. Polvilhar um pouco de farinha de trigo sobre a massa e cobrir com outro pedaço de papel. Apertar a massa delicadamente e abrir, com um rolo de macarrão, até ficar com 0,5 cm de altura. Fazer o mesmo com a outra metade da massa.

Levar as massas para a geladeira para refrigerar por 2 horas. Preaquecer o forno a 180 ºC. Retirar a massa da geladeira e cortá-la no formato desejado. Virar a massa e descolar o papel. Colocar as massas cortadas em uma assadeira, deixando um espaço de 0,5 cm entre elas, e levar ao forno para assar por 15 minutos. Retirar a assadeira do forno, deixar esfriar e servir em seguida.

2. Gengibre em conserva

Ingredientes:

  • 400 g de gengibre fresco;
  • 1 xícara (de chá) de vinagre branco;
  • 1/2 xícara de açúcar;
  • 6 xícaras (de chá) de água;
  • 1 colheres (de chá) de sal.

Modo de preparo:

Descascar o gengibre e cortar em fatias bem finas. colocar o gengibre numa panela, cobrir com a metade da água e levar o fogo para cozinhar até começar a ferver. Escorrer o gengibre e deixar esfriar. Numa panela, colocar o vinagre, a água e o açúcar e levar ao fogo baixo até ferver. Deixar esfriar e acrescentar o gengibre cozido.

Colocar todo o conteúdo da panela em um pote de vidro esterilizado e tampar bem. Deixar a conserva em temperatura ambiente por 2 dias e, em seguida, armazenar na geladeira, consumindo em até 3 meses.

3. Água de gengibre

A água de gengibre é ótima para conferir mais sabor à água, e também ajudar a emagrecer. Veja mais benefícios da água de gengibre.

Ingredientes:

  • Gengibre fatiado;
  • 1 L de água.

Modo de preparo:

Fatiar o gengibre e adicionar em 1 litro de água, e deixar repousar toda a noite. Tomar durante o dia, sem adoçar.

4. Suco de gengibre com limão e hortelã

Esta receita é fácil de preparar e pode ser uma boa opção para refrescar nos dias de maior calor.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de cascas de limão;
  • 300 mL de suco de limão;
  • 1 colher de sopa de gengibre com casca;
  • 1 xícara de chá de hortelã;
  • 150 mL de água morna;
  • 1200 mL de água fria.

Modo de preparo:

Preparar primeiro o chá de hortelã com as folhas e a água quente e a seguir bater todos os ingredientes no liquidificador, coar e servir gelado.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS