Esquecimento da ditadura levou ao 8 de Janeiro, diz procuradoria

HomeInternacional

Esquecimento da ditadura levou ao 8 de Janeiro, diz procuradoria

Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão afirma que “anistia, impunidade e esquecimento de violações” incentivaram os atos extremistas

A PFDC (Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão) afirmou neste domingo (31.mar) que o “esquecimento” e a “impunidade” dos crimes que teriam sido cometidos pelo Estado durante o regime militar (1964-1985) foram incentivos para os atos extremistas do 8 de Janeiro de 2023, em Brasília. Eis a íntegra da nota (PDF – 150kB).

“As tentativas, após as eleições gerais, de ações antidemocráticas em Brasília, em dezembro de 2022, seguidas da invasão das sedes dos Poderes da República, em 8 de janeiro de 2023, comprovam que o esquecimento deliberado, os segredos e a ocultação da história se mostram incompatíveis com a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, o pluralismo político, o acesso à justiça e o direito à informação, incentivando a impunidade”, diz a instituição.

A procuradoria afirma que é necessário preservar a memória do golpe para evitar eventos semelhantes no futuro. “É dever jurídico e moral do Estado”, diz o texto. 

A PFDC é um órgão do Ministério Público Federal que reúne iniciativas de combate às violações dos Direitos Humanos. A nota afirma que o golpe foi “um dos maiores erros de nossa história”.


Leia mais:

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS