Escola de Samba Unidos da Viradouro fará show de encerramento do Festival Viva Salvador

HomeSalvador

Escola de Samba Unidos da Viradouro fará show de encerramento do Festival Viva Salvador

Da Redação

A Escola de Samba Unidos do Viradouro, tricampeã do Carnaval carioca, se apresenta em Salvador no dia 6 de abril, em homenagem aos 475 anos da capital baiana. Integrantes da agremiação vão participar do show de encerramento do Festival Viva Salvador 2024, que acontecerá na Praça Maria Felipa, no Comércio. O espetáculo especial, montado para celebrar o aniversário da cidade, terá como anfitriões os artistas Larissa Luz e Carlinhos Brown e terá ainda participações de Seu Jorge, Luedji Luna e Banda Didá.

A Unidos do Viradouro é a atual campeã carioca, título conquistado levando ao sambódromo o enredo “Arroboboi, Dangbé”, que fala sobre o culto ao vodum serpente. A comissão de frente da escola é liderada por Priscilla Mota e Rodrigo Negri e foi um dos grandes destaques do desfile, garantindo uma abertura impactante da Vermelho e Branco. Na Avenida, a aparição de uma serpente rastejando pela pista e a finalização da apresentação com um grande arco-íris impactaram a Sapucaí. Um dos elementos do desfile que fará parte da apresentação em Salvador será a mesma Serpente usada no desfile.

Outro ponto forte da Escola, esse ano, foi a bateria, chamada de Furacão Vermelho e Branco, comandada por mestre Ciça. Os ritmistas levantaram o público com um show de ritmo e paradinhas que faziam alusão aos toques do Candomblé Jeje. O desfile idealizado pelo carnavalesco Tarcísio Zanon obteve 270 pontos e garantiu a terceira conquista da escola de Niterói no Carnaval carioca.

A Viradouro também foi vitoriosa nos desfiles de 1997, com o enredo “Trevas! Luz! A explosão do universo”, e 2020, onde a Bahia foi inspiração para a agremiação contar a história das Ganhadeiras de Itapuã com o enredo “Viradouro de alma lavada”. Lideradas por Maria de Xindó, o grupo Ganhadeiras de Itapuã esteve presente no desfile campeão do Carnaval 2020, estreitando ainda mais a relação entre a escola de samba carioca e a cultura baiana.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS