‘Ele veio pra discutir, não para decidir’, diz chanceler da Ucrânia sobre Lavrov

45

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Ministro das Relações Exteriores da Rússia há quase duas décadas, Serguei Lavrov foi descrito nesta quinta (10) por seu homólogo ucraniano, Dmytro Kuleba, como alguém sem autoridade para tomar decisões -ao menos com base na reunião que os dois tiveram na Turquia.

Kuleba falava à emissora turca TRT World sobre o pedido que fez a Lavrov para o estabelecimento de novos corredores humanitários para a retirada de civis. Em resposta, teria ouvido que o chanceler russo não poderia tomar essas decisões, tendo de levá-las para análise em Moscou.

"Ele veio para discutir, mas não para decidir", disse Kuleba, segundo o jornal britânico The Guardian. "Eu propus várias soluções, mas ele não estava em condições de aceitá-las; minha impressão é de que ele não tinha autoridade para tomar decisões durante essa conversa", acrescentou.

E introduziu a crítica: "Fiquei surpreso, porque supunha que chanceleres têm o poder de tomar decisões e fazer acordos."

Entre outras coisas, Kuleba levou para a mesa de negociação o pedido de um corredor humanitário em Mariupol, cidade de 400 mil habitantes ao sul do país que é alvo de constantes ataques russos.