Criança de 10 anos morta a tiros por "soldados russos bêbados"

21

"Soldados russos bêbados" mataram a tiro uma criança ucraniana de 10 anos de idade em frente ao seu tio. O tiro foi dado no momento em que os militarers estavam explodindo casas numa aldeia perto de Kyiv.

A história foi contada ao The Times por um familiar.

Anastasia Stoluk, também chamada de Nastya, foi enterrada no quintal depois de os soldados proibirem a mãe, Luba, de se deslocar ao cemitério para a sepultar, relata o mesmo jornal.

A prima Anya Stoluk, de 18 anos, relata que a menina morreu na aldeia de Shybene, a cerca de 40 quilômetros da capital da Ucrânia.

Os soldados russos supostamente começaram a "disparar em todos os lugares que podiam ver", incluindo em quatro casas.

A mãe adotiva de Anya, Vera Dmitrienko, de 40 anos, contou ao jornal: "[Os soldados russos ] saquearam todas as lojas, roubaram muito álcool… embebedaram-se e começaram a disparar. Dispararam sobre a casa da Nastya, ela estava lá com o tio, e morreu imediatamente".

A mulher acrescentou que o tio da menina foi levado para o hospital, mas ainda não tinham conseguido saber sobre o seu estado de saúde. Anya acrescentou que uma amiga lhe disse que as tropas russas estavam tirando os telefones dos habitantes da aldeia, ao mesmo tempo que "invadiam" as casas das pessoas e as "espancavam" se não lhes dessem comida.