Calendário econômico tem payroll e rodada de PMIs

HomeEconomia

Calendário econômico tem payroll e rodada de PMIs

O calendário econômico de 1 a 5 de abril tem o relatório do mercado de trabalho americano (payroll) como protagonista. Ao mesmo tempo, o desempenho da indústria puxa a fila da agenda mensal de indicadores no Brasil.

Sobretudo, a agenda da semana tende a ser marcada por dados de atividade econômica aqui e lá fora. Juntamente com isso, o nosso Banco Central divulga as estatísticas monetárias, de crédito, do setor externo e fiscais.

Payroll, a estrela

Desde já, a pergunta “quando o Fed vai começar a cortar os juros nos Estados Unidos?” permanecerá no foco dos investidores até o BC americano finalmente iniciar a flexibilização dos juros no país.

Por que estamos falando disso?

Bem, pelo fato de termos pela frente no calendário econômico dados do mercado de trabalho essenciais para os rumos da política monetária.

Antes do mais esperado deles, o relatório JOLTs, na terça (2), e a pesquisa ADP, na quinta (4), aquecem as expectativas. O primeiro indicador mede a abertura de postos de trabalho no país, enquanto o segundo trata da geração de vagas no setor privado.

Então chegamos ao payroll, na sexta (5), que traz a taxa oficial de desemprego, assim como a evolução dos salários. Em relatório, o Bradesco lembra que o dado foi bastante expressivo em fevereiro.

“Sem uma reversão deste indicador, a perspectiva de corte de juros por parte do BC dos EUA deve ser postergada”, projeta o banco.

Tendência de alta para o PIB

Em seguida, na sequência do nosso calendário econômico, uma nova rodada de PMIs (índice de gerentes de compras, na tradução) está prevista para os próximos dias.

Em suma, essa pesquisa mensal da S&P Global feita com executivos de grandes empresas funciona como um termômetro da atividade econômica.

Assim, a sondagem traz entre outras respostas o ritmo dos negócios em diversos setores.

Os dados brasileiros, americanos, da zona do euro e da China saem então entre segunda e quinta (ver abaixo).

Por último, agora sim falando especificamente dos indicadores nacionais, o mais importante deles está previsto para a quarta (3): a produção industrial de fevereiro.

Os números vêm em um momento de revisão para cima das expectativas de crescimento do PIB em 2024. No Boletim Focus, que terá um novo relatório divulgado na terça (2), a previsão de alta da economia melhora há seis semanas consecutivas.

Diante disso, na última semana, o Banco Central subiu de 1,7% para 1,9% a projeção de avanço da atividade no ano. Entre os destaques, o BC alterou de 1,7% para 2,2% a estimativa de expansão da indústria.

Calendário econômico – 1 a 5 de abril

Segunda (1)

10h00: Índice PMI da indústria de transformação de março (S&P Global)
10h15: Indicador de Incerteza da Economia de março (Ibre-FGV)
10h45: Índice PMI da indústria de transformação de março nos Estados Unidos (S&P Global)

Terça (2)

08h25: Boletim Focus (Banco Central)
08h30: Estatísticas monetárias e de crédito de fevereiro (Banco Central)
11h00: Relatório JOLTs/Abertura de postos de trabalho em fevereiro nos Estados Unidos
22h45: Índice PMI Composto (Caixin) de março na China

Quarta (3)

09h00: Produção industrial de fevereiro (IBGE)
09h15: Pesquisa ADP/Geração de vagas de trabalho no setor privado em março nos Estados Unidos
10h00: Índice PMI composto de março (S&P Global)
10h45: Índice PMI composto de março nos Estados Unidos (S&P Global)

Quinta (4)

05h00: Índice PMI composto de março na zona do euro (S&P Global)
08h00: IVAR/Índice de Variação de Aluguéis Residenciais de março (Ibre-FGV)
08h30: Estatísticas do setor externo de fevereiro (Banco Central)

Sexta (5)

08h00: IGP-DI e os componentes: IPA-DI, IPC-DI e INCC-DI de março (Ibre-FGV)
08h30: Estatísticas fiscais de fevereiro (Banco Central)
09h30: Payroll/Taxa de desemprego de março nos Estados Unidos

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS