Bruno Reis comenta fechamento de leitos na capital: ‘Não está tendo demanda’

29

O prefeito Bruno Reis comentou, na manhã desta quarta-feira (2), sobre a desmobilização de leitos de UTI e enfermaria de Salvador. Com a redução do número de casos de Covid, a prefeitura também informou que algumas unidades seriam desativadas. As mini UPAS dos bairros de Pirajá e IAPI irão retornar para os postos de saúde. As mini UPAS do Imbuí, São Cristóvão e a tenda dos Barris continuam em funcionamento. No Hospital Sagrada Família, 10 leitos de UTI e 41 leitos de enfermaria foram desativados, avisou o prefeito durante a coletiva de entrega de mais 100 casas reformadas em Pau Miúdo. "Não está tendo demanda. Hoje amanhecemos com 38% de ocupação dos leitos de UTI, significa que 72% dos leitos estão livres e isso tem um custo, mesmo o leito sem paciente, tem despesa", disse Bruno Reis. O Ministério da Saúde reduziu em 62,5% o financiamento federal para a manutenção dos leitos de UTI Covid-19 em todo o Brasil. De acordo com o prefeito, a diária de um leito de UTI custa R$ 2.600 e o de enfermaria, R$1.600. O custeio vai despencar para R$ 600. "Agora, no mês de março fica somente sob responsabilidade da Prefeitura. Então efetivamente temos que desmobilizar. O fator Rt, número de casos, números de óbitos, estão caindo na mesma proporção do que cresceram com a variante ômicron", afirmou o prefeito.Fonte: