Após abandonar Grande Prêmio da Austrália, Verstappen busca recuperação no GP do Japão

HomeInternacional

Após abandonar Grande Prêmio da Austrália, Verstappen busca recuperação no GP do Japão

Atual tricampeão mundial de Fórmula 1, piloto holandês começou a temporada com a autoridade habitual, vencendo as etapas do Bahrein e da Arábia Saudita, mas teve um problema mecânico na Austrália

Koen Van Weel/EFE/EPA
Entre os principais adversários de Verstappen o destaque é Sainz, livre de pressão em seu último ano na Ferrari

Depois de abandonar o Grande Prêmio da Austrália devido a um problema mecânico, o holandês Max Verstappen (Red Bull), atual tricampeão mundial de Fórmula 1, tentará se recuperar na etapa do GP do Japão, que acontece neste fim de semana (de 4 a 7/4) em Suzuka, diante de uma Ferrari motivada com a dobradinha em Melbourne. Na corrida de dez dias atrás, a escuderia italiana conseguiu dois lugares no pódio com a vitória do espanhol Carlos Sainz e o segundo lugar do monegasco Charles Leclerc. Já para a Red Bull tudo deu errado: fim da série de nove vitórias consecutivas de Verstappen e de 43 grandes prêmios sem abandonos. Além disso, o mexicano Sergio Pérez terminou apenas na quinta posição.

Dominante nos últimos três anos, o piloto holandês começou a temporada com a autoridade habitual, vencendo as etapas do Bahrein e da Arábia Saudita, apesar da crise interna na Red Bull com a acusação de comportamento inapropriado contra o chefe da equipe, Christian Horner, denunciado por uma funcionária. Agora o desafio é Suzuka, onde Verstappen venceu nos últimos dois anos, um de seus circuitos preferidos por conta de seu traçado “old school”. Foi no Japão que o tricampeão conseguiu seu segundo título mundial, em 2022, e que a Red Bull selou o título de construtores no ano passado. Nesta temporada, a corrida passou para o início do calendário.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan Esportes e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Adversários de Verstappen 

Entre os principais adversários de Verstappen o destaque é Sainz, livre de pressão em seu último ano na Ferrari. Ainda sem destino definido, o espanhol dará lugar a Lewis Hamilton na próxima temporada. Sainz surpreendeu em Melbourne ao vencer depois de não ter disputado a corrida anterior, na Arábia Saudita, devido a uma apendicite. Ele cruzou a linha de chegada com 2,3 segundos de vantagem sobre Leclerc, que está a apenas quatro pontos de Verstappen na classificação do Mundial de pilotos. O terceiro colocado é Pérez, a cinco, e o quarto é Sainz, a 11. “A equipe merecia esta dobradinha. Fizemos um trabalho fantástico durante todo o fim de semana. Executamos uma corrida perfeita, acertamos na estratégia e a mecânica foi incrível, realizado paradas rápidas e precisas nos boxes”, resumiu o espanhol sobre sua vitória em Melbourne.

Na etapa da Austrália, a dupla da Ferrari terminou à frente da dupla da McLaren: o britânico Lando Norris foi terceiro e o australiano Oscar Piastri quarto. A equipe britânica tentará consolidar seu rendimento no Japão, num momento em que a Mercedes não é nem sombra do que foi nas primeiras corridas da temporada.

Um problema no motor obrigou Hamilton a abandonar a prova em Melbourne, enquanto George Russel foi o último depois de sofrer um acidente na penúltima volta. Foi a primeira vez que a equipe alemã não colocou pelo menos um carro na zona de pontuação nos últimos 62 grandes prêmios. Hamilton afirmou que está vivendo um de seus piores inícios de temporada, com poucas perspectivas de melhora em um futuro próximo. “É difícil não sermos mais competitivos como gostaríamos neste momento, mas continuaremos trabalhando duro”, disse o heptacampeão mundial. “A curto prazo, acho que será difícil estarmos no topo, mas vamos ver se conseguiremos a médio prazo”, acrescentou o britânico.

Confira a classificação do Mundial de Fórmula 1 antes do Grande Prêmio do Japão:

Campeonato de pilotos

1. Max Verstappen (HOL) 51 pontos

2. Charles Leclerc (MON) 47

3. Sergio Pérez (MEX) 46

4. Carlos Sainz (ESP) 40

5. Oscar Piastri (AUS) 28

6. Lando Norris (GBR) 27

7. George Russell (GBR) 18

8. Fernando Alonso (ESP) 16

9. Lance Stroll (CAN) 9

10. Lewis Hamilton (GBR) 8

11. Yuki Tsunoda (JPN) 4

12. Oliver Bearman (GBR) 6

13. Nico Hülkenberg (ALE) 3

14. Kevin Magnussen (DIN) 1

15. Alexander Albon (TAI) 0

16. Zhou Guanyu (CHN) 0

17. Daniel Ricciardo (AUS) 0

18. Esteban Ocon (FRA) 0

19. Pierre Gasly (FRA) 0

20. Valtteri Bottas (FIN) 0

21. Logan Sargeant (EUA) 0

Campeonato de construtores:

1. Red Bull 97 pontos

2. Ferrari 93

3. McLaren-Mercedes 55

4. Mercedes 26

5. Aston Martin-Mercedes 25

6. Racing Bulls-Red Bull 4

7. Haas-Ferrari 4

8. Williams-Mercedes 0

9. Sauber-Ferrari 0

10. Alpine-Renault 0

 

Confira horários do GP do Japão:

Quinta-feira, dia 4 de abril

Treino livre 1: 23h30

Sexta-feira, dia 5 de abril

Treino livre 2: 3h
Treino livre 3: 23h30

Sábado, dia 6 de abril

Classificação: 3h

Domingo, dia 7 de abril

Corrida: 2h

 

*Com informações da AFP

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS