Ao menos 516 civis já morreram na guerra da Ucrânia, diz ONU

15

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A ONU informou, nesta quarta-feira (9), que ao menos 516 civis, sendo 37 crianças, já morreram em meio aos confrontos militares desde a invasão russa na Ucrânia, no último dia 24. Os números reais, porém, são "consideravelmente maiores", apontou a organização, já que relatórios de locais gravemente atingidos costumam ser enviados como maior atraso.

Um exemplo disso são as informações vindas de Mariupol, onde as Nações Unidas têm recebido relatos de centenas de vítimas civis.

Além das mortes, a ONU contabilizou 908 feridos. As regiões que concentram as maiores baixas são justamente as controladas pelos separatistas pró-Rússia, Donetsk e Lugansk. Nas duas áreas, até agora foram 111 mortos e 462 feridos.

Na terça (8), a ONU havia registrado 474 civis mortos e 861 feridos em todo o país. A maioria das mortes, segundo a organização, foi causada por armas explosivas, incluindo bombardeios, mísseis e ataques aéreos.