Não se deixe enganar. Apenas porque são saudáveis, isso "não significa que tenham poucas calorias", alerta a nutricionista Bárbara Oliveira, em um vídeo publicado no Instagram. "Muitas vezes, as pessoas acreditam que, por serem considerados saudáveis, esses alimentos podem ser consumidos sem restrição de quantidade", continua. É o caso das oleaginosas, como nozes, amêndoas e amendoins. "Elas são ricas em vitaminas, minerais e fibras, mas também contêm gordura, que, apesar de saudável, confere um alto valor calórico", adverte.

O mesmo acontece com o abacate. "Apesar de ser rico em fibras e apresentar quantidades consideráveis de vitaminas E, K e folato, ele é uma fruta bastante calórica devido ao seu alto teor de gordura, principalmente a monoinsaturada, que é boa", destaca a nutricionista.

Bárbara Oliveira lembra que, de acordo com as recomendações da Roda dos Alimentos, deve-se ingerir diariamente entre uma a três porções de gordura. Uma porção equivale, por exemplo, a 10 gramas de azeite, que contém cerca de 90 calorias.

A especialista sublinha ainda que "todos estes alimentos podem e devem fazer parte de uma alimentação equilibrada". "O segredo está em consumi-los com moderação e ajustar as porções às necessidades individuais de cada um" para que consigam alcançar os seus objetivos de emagrecimento.

Todos esses alimentos podem e devem fazer parte de uma alimentação equilibrada. O segredo está em consumi-los com moderação e ajustar as porções às necessidades individuais para alcançares os teus objetivos de emagrecimento.

Leia Também: Livre-se da gordura na barriga com a ajuda destes alimentos

Fonte: Notícias ao Minuto