Aeroporto de Dubai luta para retomar voos após chuvas deixarem pistas inundadas

HomeInternacional

Aeroporto de Dubai luta para retomar voos após chuvas deixarem pistas inundadas

O Aeroporto Internacional de Dubai, um dos centros de aviação mais movimentados do mundo, permaneceu em desordem na quinta-feira (18) depois que chuvas fortes sem precedentes levaram os aviões a taxearem nas pistas inundadas.

Enquanto os check-ins para a Emirates e a Flydubai, as duas principais operadoras do aeroporto, reabriram, o aeroporto alertou que o Terminal 3 enfrentava grandes filas enquanto as companhias aéreas tentavam lidar com cancelamentos e atrasos.

“Atualmente, há um grande volume de pessoas na [área] de check-in do Terminal 3”, disse em um comunicado em seu site. “Os passageiros só devem chegar ao Terminal 3 se tiverem recebido uma confirmação da companhia aérea sobre a partida do voo.”

Vídeos da agência mostraram grandes multidões de passageiros no aeroporto, que foi recentemente nomeado como o segundo mais movimentado do mundo.

Tempestades varreram os Emirados Árabes Unidos e países vizinhos na terça-feira (16), despejando 250 milímetros de precipitação em menos de 24 horas em algumas áreas – a precipitação mais forte na região em 75 anos.

A pista do Aeroporto Internacional de Dubai ficou submersa. Vídeos mostraram água jorrando nas pistas. Nos terminais do aeroporto, centenas de passageiros foram forçados a esperar enquanto seus voos eram cancelados ou atrasados.

Mohit Mehta, de Gurgaon, na Índia, disse que passou mais de 30 horas no aeroporto depois de tentar pegar um voo matinal saindo de Dubai em 16 de abril.

“[A] condição era muito ruim”, disse ele à CNN. “Ninguém estava lá para responder às perguntas. Foi tudo um fiasco. Estava cheio de água dentro do aeroporto. Um monte de vazamento acontecendo do telhado.”

Mehta acrescentou que a escassez de opções de alimentação no Terminal 1 do aeroporto resultou em grandes filas de pessoas que procuravam comida e água, que ele disse que estava sendo vendido a um preço elevado.

“Para comer e beber havia escassez no aeroporto.”

“Desesperadamente” precisando de ajuda

Na quinta-feira, cerca de 549 voos, de chegadas e partidas, foram atrasados. O número de cancelamentos chegou a 31, de acordo com o site de rastreamento de aviões FlightAware. Dos atrasos, 302 foram voos da Emirates – 65% dos serviços da companhia aérea de bandeira dos EAU – e 152 foram Flydubai. Centenas mais foram cancelados no dia anterior.

A Emirates emitiu um pedido de desculpas aos passageiros afetados. Alguns foram às mídias sociais reclamando que não conseguiram entrar em contato com a companhia aérea.

“A Emirates estende nossas sinceras desculpas aos clientes afetados que sofreram atrasos e interrupções em seus planos de viagem causados por mau tempo e condições de estrada”, a companhia aérea postou no X. “Nós sabemos o quão difícil [a situação] é para todos os afetados”, completou.

“Enquanto alguns clientes puderam voltar para casa ou chegar ao seu destino, estamos cientes de que muitos ainda estão esperando para embarcar”, continuou o comunicado. “Nossas equipes estão trabalhando duro para restaurar nossas operações programadas, bem como acomodações seguras e outras comodidades para os clientes afetados no aeroporto”.

“Nossa principal preocupação será sempre a segurança de nossos clientes e tripulação, e isso nunca será comprometido.”

Um usuário do X respondeu que estava lutando para entrar em contato com a companhia aérea depois de ficar preso em Amsterdã quando seu voo para Dubai foi cancelado.

“Não conseguimos entrar em contato com vocês literalmente de qualquer número do mundo, o Livechat não está respondendo”, escreveu ele. “Estamos presos em Amsterdã e precisamos desesperadamente de ajuda.”

Cerca de 134 milhões de passageiros voaram pelos aeroportos dos Emirados Árabes Unidos no ano passado, incluindo 87 milhões viajando apenas pelo Aeroporto Internacional de Dubai.

Os Emirados Árabes Unidos abrigam aproximadamente 10 milhões de pessoas e são um hub para cinco companhias aéreas.

Viagem “cansativa”

As estradas de acesso ao aeroporto também foram atingidas e o trânsito ficou parado. A chuva caiu tão forte e rapidamente que os motoristas em algumas estradas em Dubai foram forçados a abandonar seus veículos quando a água subiu e as vias se transformaram em rios.

As tempestades foram parte de um padrão de eventos extremos de chuva surgindo à medida que a atmosfera do planeta aquece devido à mudança climática causada pelo homem. Uma atmosfera mais quente é capaz de absorver mais umidade e, em seguida, despejá-la na forma de inundações.

As condições meteorológicas foram associadas a um sistema de tempestade maior que atravessa a Península Arábica e se move através do Golfo de Omã. Este mesmo sistema também trouxe um clima excepcionalmente úmido para Omã e o sudeste do Irã.

Em Dubai, a chuva resultou no não funcionamento dos serviços de entrega e muitos moradores não puderam deixar suas casas devido às ruas alagadas, às quais carros e pedestres não podiam acessar. Alguns moradores foram vistos remando canoas, e um vídeo viral nas mídias sociais mostrou moradores acordando em uma rua inundada em uma área residencial.

Outros vídeos das mídias sociais mostraram água correndo por um grande shopping center e inundando o térreo das casas.

Madiha Khawaja, uma turista vinda de Londres com seu marido e dois filhos, de dois e quatro anos, disse que se sentia “impotente” tentando acalmar seus filhos em meio ao caos.

A chuva tinha interrompido os elevadores dos edifícios, inclusive em alguns dos arranha-céus mais altos de Dubai. Khawaja disse que passou 45 minutos subindo as escadas para seu apartamento no 27º andar, no coração de Dubai, para encontrar descanso e abrigo para suas crianças.

A viagem foi “cansativa”, disse ela, acrescentando que “ao chegar ao nosso apartamento com crianças famintas e cansadas, fomos recebidos com torneiras secas, sem água potável, sem serviço de telefone, sem conexão Wi-Fi.”

“As crianças estavam com fome, e eu, como mãe, estava ficando muito ansiosa e chateada”, disse ela à CNN.

Operações de Limpeza

Na quinta-feira, as ruas entre os arranha-céus de Dubai ainda estavam cobertas por grandes piscinas de água, enquanto os moradores de vários bairros ficaram em casa evitando as rodovias bloqueadas.

As autoridades municipais continuavam a usar caminhões para bombear água das estradas e limpar os detritos que bloqueavam as ruas. O município de Dubai também está pedindo aos moradores que enviem WhatsApp para remover a água da chuva acumulada.

A Sheikh Zayed Road, uma estrada principal que liga toda a cidade de Dubai tem sido de difícil acesso devido a limpezas, deixando congestionamentos de tráfego em toda a cidade, já que algumas estações de metrô permaneceram não operacionais.

No emirado vizinho de Sharjah, 65 patrulhas de serviço comunitário foram implantadas nas áreas afetadas pela chuva enquanto as limpezas continuavam. Os danos da tempestade permaneceram visíveis em diferentes bairros de Abu Dhabi.

As escolas permanecerão fechadas e os trabalhadores federais trabalharão de casa até sexta-feira (19), disse o governo.

O presidente dos Emirados Árabes Unidos, o xeque Mohamed bin Zayed Al-Nahyan, instruiu as autoridades a “trabalhar rapidamente” na avaliação da infraestrutura do país e no apoio direto a ser fornecido às famílias afetadas. Ele também ordenou a transferência de famílias afetadas para locais seguros em cooperação com as autoridades locais.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS