Acusada de matar ex-sogro, advogada fará exame de insanidade mental

HomeBrasil

Acusada de matar ex-sogro, advogada fará exame de insanidade mental

Goiânia – Acusada de matar o ex-sogro e a mãe dele envenenados, a advogada Amanda Partata, presa desde dezembro de 2023, fará exame de insanidade mental. O exame é feito pela junta médica do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) e deve ser realizado em até 40 dias.

O pedido da defesa da ré foi acatado pela Justiça de Goiás em fevereiro. A informação foi divulgada pelo jornal Opção.

Em caso de reconhecimento parcial da insanidade mental, a acusada pode ter a pena reduzida de um a dois terços. Se a junta médica reconhecer a total insanidade mental, Amanda pode ficar internada no manicômio judicial por até 30 anos, caso fique comprovado que ela não pode viver em sociedade.

Envenenamento

O crime ocorreu em dezembro de 2023. À época, Amanda foi recebida na casa dos ex-sogros, onde ofereceu um café da manhã às vitimas e acrescentou veneno, manipulado no bolo de pote de uma famosa doceria. Tanto o ex-sogro Leonardo Pereira Alves quanto a mãe dele, Luzia Alves, comeram a sobremesa e passaram mal. Eles não resistiram e morreram.


0

Amanda teve um breve relacionamento com o filho de Leonardo e, desde o término, passou a proferir ameaças. Segundo a Polícia, a mulher fingia estar grávida; por isso, tinha trânsito facilitado na casa dos pais do ex-namorado.

Ainda de acordo com a polícia, a acusada usava seis perfis falsos para ameaçar o ex-namorado e a família dele. Ela também fazia constantes ligações para o homem, cerca de 15 por dia, com ao menos 100 números diferentes.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS