Dados do HubSpot destacam a crescente importância do marketing de conteúdo: 82% dos profissionais de marketing o adotam ativamente, 70% o incorporam em suas estratégias gerais, quase 40% o consideram parte fundamental de seus planos e 51% afirmam que é a melhor maneira de atrair e reter clientes. Para 55% dos profissionais, o marketing de conteúdo é a estratégia principal.

O marketing digital e o marketing de conteúdo podem desempenhar papéis essenciais na promoção de produtos e serviços on-line, no contexto do comércio eletrônico. Neste sentido, a humanização das marcas, que envolve a comunicação personalizada e empática, tende a promover a criação de laços emocionais entre marcas e consumidores, auxiliando as empresas a construir autoridade e a se destacar da concorrência.

De acordo com dados da Conversion/KPMG, mais da metade das empresas, ou seja, 53%, planejam aumentar seus investimentos em marketing de conteúdo, tornando-o a principal prioridade de investimento para 2023. Uma pesquisa realizada pelo Capterra indica que 45% dos profissionais de marketing consideram o marketing de conteúdo altamente eficaz na geração de leads, demonstrando seu impacto positivo. Segundo a Aberdeen, profissionais de marketing que priorizam o marketing de conteúdo conseguem gerar 67% mais leads do que aqueles que não o fazem.

Outro ponto relevante é o custo do marketing de conteúdo em comparação com o marketing tradicional: de acordo com estudo da Demand Metric,a estratégia é 62% mais econômica e gera aproximadamente três vezes mais leads. Essa estratégia também se destaca na geração de leads em comparação com o marketing tradicional, proporcionando um aumento de 54%.

Para o especialista em marketing digital, fundador da Doutor Nature e Blivo, Rodrigo Martins de Araújo, quando uma empresa opta por humanizar sua comunicação e mostrar as pessoas por trás de seus produtos ou serviços, ela cria uma identidade mais tangível e relacionável. 

“A comunicação interpessoal estabelece uma relação de confiança. Através da empatia, compreensão e autenticidade, a conexão humana cria um terreno fértil onde a confiança floresce”, pontua. “Quando um consumidor confia em uma marca, ele não apenas está mais inclinado a fazer uma compra, mas também é mais provável que se torne um defensor leal da marca”, completa ele.

Segundo Martins, as empresas que conseguem incorporar a humanização em suas estratégias de marketing colhem os benefícios em forma de engajamento, lealdade e, consequentemente, vendas. O especialista em marketing digital ressalta que algumas maneiras de humanizar a marca são através do storytelling, depoimentos de clientes satisfeitos e autenticidade.

“Estudos apontam repetidamente que consumidores buscam, acima de tudo, autenticidade e relações genuínas. Para as empresas, isso significa que humanizar sua marca não é apenas uma estratégia de marketing, mas uma necessidade fundamental para criar e manter a confiança do consumidor em um mundo cada vez mais digitalizado”, ressalta Rodrigo.

292864?partnerId=3799