Após a Black Friday, o Natal é a grande aposta do comércio para aumentar as vendas no país. Levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), em parceria com a Offerwise Pesquisas, aponta que as festas de fim de ano devem movimentar cerca de R$ 74 bilhões na economia.

A pesquisa ainda revela que quase 133 milhões de consumidores devem ir às compras para presentear entes queridos neste Natal, estimando que o valor médio gasto nessa época do ano seja de R$ 138 por pessoa. Por outro lado, 104,6 milhões de pessoas devem sair às compras para se auto presentear.

Os itens de maior preferência são roupas (60%), perfumes e cosméticos (37%), calçados (36%), brinquedos (33%) e acessórios (21%).

De acordo com a gerente de Conhecimento e Competitividade do Sebrae Rio, Margareth Carvalho, os consumidores estão mais dispostos a gastar no fim deste ano e já buscam por promoções.

“Os consumidores estão mais seletivos e avaliando o custo-benefício de suas escolhas. As promoções de Natal e Ano Novo são muito esperadas, e quem for mais criativo levará a melhor. Eles estão dispostos a expandir o período das compras e desejam promoções prolongadas. As compras passam pelo período das festas e se consolidam no momento pós-evento”, afirma Margareth, em entrevista para o jornal Extra.

Para Priscilla Levinsohn, diretora de marketing do Colinas Shopping, os lojistas devem aproveitar esta data para oferecer preços diferenciados e ações concretas para atrair os consumidores e, assim, impulsionar as vendas. “Este período é o mais importante para o comércio, por isso é importante investir em campanhas nas mídias física e online para chamar a atenção das pessoas”, conclui.

291196?partnerId=3799