No dia 23 de novembro, a Ageo Terminais inaugurou o pier Ageo São Paulo, localizado na Ilha Barnabé, margem esquerda do Porto de Santos (SP). O evento contou com a participação de Silvio Costa Filho, ministro de Portos e Aeroportos, que autorizou o início dos investimentos para a implantação da nova bacia de tancagem no terminal, que permitirá o incremento de 12 novos tanques para aumento da capacidade operacional do porto.

O pier Ageo São Paulo teve investimento de R$ 187 milhões, com infraestrutura para navios classe LR1. Com o lançamento, a capacidade de atracação para navios de granéis líquidos na Ilha Barnabé deve aumentar em 25%.

Na ocasião, o ministro destacou que “esse tipo de investimento vai gerar empregos e desenvolvimento para o país”. O início das novas operações no cais deve facilitar o recebimento de granéis líquidos em Santos, reduzindo a espera no principal porto do Hemisfério Sul. O complexo portuário santista não contava com um cais público para o setor de granéis líquidos há 35 anos.

Anderson Pomini, presidente do Porto de Santos, chamou a atenção para o impacto do novo píer no comércio internacional, com a redução do tempo de espera por falta de berços especializados: “A entrega está alinhada com o tema da expansão e da necessidade de crescimento do porto, especialmente para a movimentação desse tipo de carga”, diz, conforme publicação do Ministério de Portos e Aeroportos.

Mariana Pescatori, secretária executiva de Portos, e Matheus Ruiz Santiago, CEO da Ageo, também participaram do evento. “Todas as nossas conquistas são frutos de muito trabalho e da inspiração profissional deixada pelo meu pai e fundador da empresa, Carlos Alberto de Oliveira Santiago”, afirma Santiago.

Além disso, estiveram presentes representantes da Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), ABTL (Associação Brasileira de Terminais de Líquidos) e Praticagem, dentre outras entidades.

Com o novo píer, “o Porto de Santos espera se fortalecer no comércio internacional com a redução de tempo de espera por falta de berços especializados, alcançando níveis de atracação de granéis líquidos equivalentes aos desempenhos dos portos da Europa e América”, conforme publicação do próprio Porto de Santos.

Para mais informações, basta acessar: https://www.ageoterminais.com.br/

291012?partnerId=3799