Um significativo aumento nos salários dos professores na Coreia do Sul está gerando impactos positivos no sistema educacional do país, resultando em melhorias notáveis na qualidade da educação oferecida aos estudantes. De acordo com o artigo O papel da educação no desenvolvimento económico: uma comparação
da Coreia do Sul e do Quirguistão a relação entre o papel da educação e o crescimento econômico de um país, gerando maior produtividade no capital humano.

O governo sul-coreano implementou uma política de reajuste salarial para os profissionais da educação, buscando valorizar o papel fundamental dos professores na formação da próxima geração. Esse aumento salarial, que abrange desde os educadores do ensino fundamental até os professores universitários, está sendo considerado como um passo crucial para fortalecer o setor educacional. De acordo com o Asia Society, o Ministério da Educação da Coreia do Sul tem um orçamento de 29 bilhões de dólares, seis vezes o que era em 1990. Isto representa cerca de 20 por cento das despesas do governo central.

O impacto mais imediato observado é a retenção e atração de talentos para a profissão docente. Anteriormente, a baixa remuneração era uma das principais razões para a evasão de profissionais experientes e desestímulo para os recém-formados ingressarem na carreira. Com os novos salários mais atrativos, a expectativa é que a Coreia do Sul consiga manter e atrair educadores altamente qualificados. O governo foca em treinamento dos professores, com curso gratuito e capacitações profissionais frequentes.

Além disso, o aumento salarial está contribuindo para uma atmosfera mais positiva nas escolas, refletindo diretamente na motivação e no desempenho dos professores. Isso, por sua vez, tem impactado positivamente o envolvimento dos alunos nas atividades escolares e o desempenho acadêmico. 

Os efeitos desse aumento salarial estão sendo monitorados de perto por especialistas em educação e autoridades governamentais. O sucesso dessa iniciativa pode servir de modelo inspirador para outros países que buscam fortalecer seus sistemas educacionais por meio do reconhecimento e valorização dos professores. A Coreia do Sul tornou-se um país pobre e dependente a um país economicamente desenvolvido com aumento da educação, formação em ensino superior e mão-de-obra qualificada, gerando impacto positivo no PIB do país.

284223?partnerId=3799