O investimento em automação no setor de Serviços tem apresentado um crescimento consistente, com um aumento observado no último ano para 0,27%, de acordo com o Índice de Automação de Empresas 2022, publicado pela Associação Brasileira de Automação em junho deste ano. A tecnologia é uma das maiores aliadas nos processos de automação, sendo a armazenagem automatizada uma das estratégias mais relevantes para melhorar e inovar os procedimentos.

Uma das principais serventias é o ganho de espaço em armazenagem e redução de tempo de picking, além de outros fatores tão importantes quanto, como saber realmente a localização do item, sua validade e o tempo de procura na separação. A armazenagem automatizada fornece, em tempo real, todas as informações necessárias no gerenciamento de um Centro de Distribuição (CD).

De acordo com Francisco Luis Bertolini Neto, diretor da Bertolini Sistema de Armazenagens, a automação logística se desenvolve na mesma velocidade com que o novo perfil de consumo se modifica. Essa prática dá controle total da cadeia intralogística, pois identifica as situações de cada etapa dos processos, desde o pedido até a entrega ao cliente final. 

Bertolini ressalta que, porém, a escolha por um sistema de armazenagem automatizada precisa ser muito bem planejada. Afinal, isso envolve investimento em equipamentos e sistemas especializados, além da capacitação dos funcionários. “É importante para as empresas buscarem por novas oportunidades, projetos e desafios, pois só isso gera demandas cujo objetivo é reduzir tempo e custo. No entanto, deve-se saber aplicá-la de forma inovadora para que agregue mais qualidade na cadeia logística, automatizando processos para que sejam mais assertivos nas operações realizadas diariamente. As tecnologias adotadas devem ser empregadas para atingir seu potencial ao máximo”, afirma o diretor da empresa, que possui unidade fabril sediada em Colatina (ES) e escritório administrativo em Bento Gonçalves (RS), atendendo todo o território nacional, além de países como Uruguai e Bolívia. 

Entre as características da armazenagem automatizada, o empresário aponta a redução nos custos de entregas realizadas e de movimentação interna, como também a eliminação de fluxos cruzados e a otimização de pedidos e separação por grupos de pedidos, o que resulta em redução no tempo de entrega. “Há pouco tempo, as indústrias concentravam seus investimentos nas linhas de produção. Hoje, buscam modernizar seus processos, eliminando falhas e reduzindo custos e tempo, sem impactar a qualidade dos produtos e serviços”, resume Bertolini.

277853?partnerId=3799